Encontro em Milão – projeto Many cultures, one technology 2/2

No dia 5 de novembro de 2012, fomos a Itália num projeto de robótica. Partimos de Abação pelas 6 horas e 30 minutos da manhã, para estar no aeroporto Sá Carneiro, Porto, às 7:00 para sairmos de Portugal às 9 e chegarmos ao destino, Itália, às 11:45 (12:45 fuso horário italiano). Depois de chegarmos ao aeroporto de Bergamo, fomos de autocarro até Milão onde os professores ficaram hospedados num hotel. De seguida, fomos até Gorgonzola, onde os alunos conheceram as suas famílias de acolhimento, que lhes ofereceram alojamento.

Continuar a ler “Encontro em Milão – projeto Many cultures, one technology 2/2”

Encontro em Milão – projeto Many cultures, one technology 1/2

Tudo começou naquele dia 5 de novembro às 6:30 da madrugada, quando alunos e professores se reuniram na escola em Abação. Chovia muito, mas o nosso entusiasmo era enorme. O voo partiu às 9:30 do aeroporto Sá Carneiro, já atrasado, e nós estávamos ansiosos por chegar a Milão. Aterramos em Milão por volta das 12:00, que coincidiu com o momento para o primeiro almoço em terras italianas. Comemos um panino (sanduíche). Já no autocarro, partíamos ao encontro do professor Alfredo Boccasile, que nos levaria a conhecer as nossas famílias de acolhimento. A Cátia Cunha e o José Lopes, da turma C do 8º ano ficaram instalados nas casas da Frederica e da Giulia Soccio, e do Davide Bonariva, respetivamente. O José Pedro Machado, da turma D do 9º ano ficou alojado na casa do Matteo Marinoni. As reações foram muito positivas. A Cátia que, desde o início, teve excelentes impressões da sua família de acolhimento. O José achou a família simpática, acolhedora, em suma, espetacular. O José Pedro adorou ficar alojado na casa Matteo.

Continuar a ler “Encontro em Milão – projeto Many cultures, one technology 1/2”

Many cultures, one technology. Robotics as a platform to exchange experience during the common action

Há seis parceiros envolvidos no projeto (Polónia, Itália, Portugal, Estónia, Lituânia, Espanha). O projeto prevê a mobilidade e a comunicação entre estudantes e também entre professores das diferentes escolas. A língua de comunicação é o inglês.

O projeto junta culturas diferentes através de interesses comuns a professores e estudantes, a robótica. Graças ao projeto queremos demonstrar que a tecnologia pode tornar-se uma linguagem comum falada em todo o mundo. Estamos convencidos que com esta linguagem é possível que estudantes de diferentes idades, educação e cultura poderão trabalhar em conjunto.

O projeto é marcado pelo espirito Renascentista e pela figura notável de Leonardo da Vinci – responsável pela união entre o humanismo e a ciência. Isto significa que graças ao projeto os estudantes irão alargar os seus horizontes educacionais não só em tecnologia e ciência (robótica, física, matemática, mecânica, programação, produção de multimédia, criação de website, etc.) mas também através da aquisição de conhecimento adicional na área das humanidades (línguas estrangeiras, história, cultura, arte, tradições, geografia, teologia e até sociologia). Isto significa que os alunos terão a oportunidade de ampliar a sua educação e criar uma sociedade de inteligência técnica.

Todos estes objetivos serão alcançados através de uma ação comum, como por exemplo, construção de um website, preparação de documentos e trabalhos (em robótica, cultura Europeia, tradições, etc.), comunicação entre parceiros, mobilidades e visitas a locais interessantes. Professores de diferentes áreas (técnicas e gerais) estarão envolvidos. Os alunos das escolas técnicas irão ensinar os princípios da robótica aos seus colegas.

O projeto pressupõe não só uma avaliação de alunos e professores mas também a disseminação dos resultados.